sábado, 11 de março de 2017

ARTIGO FILOSOFICO

Hoje farei um artigo falando sobre a doença do século chamada, Depressão. Não, não sou psiquiatra, psicólogo o doutor na ciência da psique humana! Sou apenas um amante da filosofia, alguém que busca compreender quem somos, porque somos e o que de fato deveríamos ser. 

A depressão atingem milhões de pessoas em todo o mundo. Elas estão por toda parte e muitas delas conseguem manter uma conduta social exigida e imposta pela sociedade moderna. 

Vivemos em um mundo de incertezas! Apesar da tecnologia avançada que temos ao nosso favor, ainda, não conseguimos desenvolver a capacidade de compreender essas pessoas que passam por essa doença psíquica. — Falo de nós não profissionais em saúde mental, nós, simples cidadãos comuns e não ‘iletrados’. 

A depressão é uma doença psíquica e o portador dela tem sua vida devastada interiormente, que reflete a uma vida social confusa. O individuo que passa por esse transtorno psíquico além de enfrentar a insônia, baixa estima, ansiedade desacerbada, o medo e a incapacidade de lidar com suas emoções, taquicardia (Além de outros sintomas psicossomáticos) — sofrem a pressão da falta de compreensão de amigos, familiares e colegas. Além, de se frustrar todos os dias, buscando explicar aos outros, algo que nem ela mesma sabe explicar. 

Não tenho a intenção aqui de explicar a doença, ou de falar de forma técnica, ademais, não tenho tanto conhecimento assim. A intenção aqui é apenas mostrai-vos como nossa sociedade do EU, perdeu a capacidade de lhe dar com os problemas da vida e a capacidade de buscar compreender quem nós mais amamos. Entenda! Quando você pegar um amigo chorando, isolado, tomando atitudes impensadas e não terminando seus projetos já iniciados etc., não é porque ele é irresponsável ou tem “mente fraca”, mas, porque está “doente” interiormente. 

Não há formulas magicas e os remédios não os curam, então, elas aprendem a conviver com sua ‘insegurança desacerbada’. Quando tiverem que lhe dar ou tiverem alguém próximo a vocês passando pelo transtorno da depressão, não os julguem quando a pessoa não conseguir realizar algumas atividades simples da vida, quando não terminar seus projetos já iniciados ou tomar atitudes irresponsáveis, motivados pela necessidade de suprir a parte que lhes faltam interiormente. Sim, para os depressivos algo lhes falta e, é esse ‘algo’ que as levam a não terem estabilidade emocional. O poder desconhecido da mente humana, que agi contra nós mesmos! E sobre isso, não temos controle e nem podemos explicar.

— Um grande sábio chamado Salomão disse em certa ocasião: Quem compreenderá os próprios erros. A alegria do coração ilumina todo o rosto, mas a tristeza da alma abate todo o corpo. Termino fazendo uma analogia da frase do rei Salomão: A alegria do coração ilumina todo o rosto, mas a tristeza da alma (depressão) abate todo o corpo. Busquem ajudar quem passa por esses problemas e busqueis serem mais compreensíveis; e assim ajudará a quem vocês mais amam.