domingo, 22 de março de 2015

GRUPO EXTREMISTA TENTA RECRUTAR JOVENS BRASILEIROS

Jihadista do Estado Islâmico agita a faca momentos antes de executar o jornalista americano Steven Sotloff

Brasília - Setores de inteligência do governo brasileiro detectaram tentativas de cooptação de jovens no País pelo Estado Islâmico (EI) para atuar como "lobos solitários" - extremistas que, por não integrar as listas internacionais de terroristas, têm mais mobilidade e são capazes de fazer atentados isolados e imprevisíveis em diferentes países.

O Estadão apurou que o Palácio do Planalto recebeu relatórios de órgãos diferentes alertando para o problema - um deles, chamado "Estado Islâmico: Reflexões para o Brasil".

Os órgãos de inteligência vêm trocando informações e a Casa Civil assumiu a coordenação das discussões internas sobre a questão no contexto dos preparativos da Olimpíada de 2016.

Um dos objetivos dos relatórios é alertar a presidente Dilma Rousseff de que, apesar da tranquilidade até agora do governo brasileiro, há um "fator de risco" que não pode ser desprezado. Envolvidos na discussão dizem que "a luz amarela está acesa".

Fontes envolvidas afirmaram à reportagem que o tema foi alvo de discussão na última semana na Casa Civil. Participaram representantes de nível operacional do Ministério da Justiça e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), da Polícia Federal e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Pelas investigações, apesar de o Brasil não ter histórico de terrorismo, o interesse do EI é ampliar o espectro de recrutamento de novos militantes, hoje concentrado na Europa, para a América do Sul. Policiais europeus já estiveram em Brasília no mês passado para troca de informações com o governo brasileiro.

Há grande preocupação principalmente com os Jogos Olímpicos do próximo ano. O evento reunirá no Rio de Janeiro não apenas jovens de todas as regiões brasileiras, mas também atletas e visitantes do mundo inteiro. A avaliação dos órgãos de inteligência é que "o maior risco para o evento hoje são as manifestações e greves; a maior preocupação é o terrorismo". O assunto é tratado sob sigilo pelos órgãos envolvidos.

Exame.com

sábado, 21 de março de 2015

TARAUACÁ-ACRE: VICE-PREFEITO CHAGAS BATISTA CRÍTICA REÚNIÃO REALIZADA PELA OPOSIÇÃO

As indiretas começaram por parte da situação. Depois de alguns representantes de alguns partidos políticos se reunirem, na última quinta-feira (19), membros da frente popular do município de Tarauacá, não param de tecer críticas. Tudo o porquê — o ‘frentão’ (assim denominado), conta com lideranças de vários partidos importantes do município de Tarauacá. 

O vice-prefeito, Chagas Batista, postou em sua página do Fecebook — que em quanto á administração, busca amenizar a vida dos que sofre com as cheias dos Rios Tarauacá e Muru — á oposição se reuni pensando nas eleições de 2016 (Postagem na imagem a baixo).




Entretanto, as lideranças locais (Representantes de partidos políticos), Se reuniram — não para discutir as 'eleições' de 2016, mas, para conversar sobre a atual conjuntura política que vivencia o município. A priori, a discussão não girou em torno de candidato A ou B, mas, lógico que os representantes dos partidos políticos têm o direito de se reunirem e debaterem os rumos políticos que irão seguir. Não há nada de mais. Não há motivos para alarmes, ao menos, por enquanto. 


— Fiquem tranquilos, membros da Frente popular de Tarauacá. Descansem suas mentes, ainda, não é hora de desgastes (Se bem! Que á administração da Frente popular do município — anda desgastada faz tempo).

sexta-feira, 20 de março de 2015

RIO BRANCO ISENTA EMPRESA DE ÔNIBUS DO PAGAMENTO DE R$ 8,6 MILHÕES EM IMPOSTOS

A maioria dos vereadores de Rio Branco, em conluio com a prefeitura, se prepara para aplicar novo golpe contra a população em sessão extraordinária na Câmara Municipal, nesta sexta-feira, 20, a partir das 19 horas. Eles vão aprovar a isenção de cerca de R$ 8,6 milhões de Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), outorga e IPTU, em 2015, às empresas de ônibus da capital do Acre.

Alegam que vão fazer isso em troca da manutenção da tarifa social (R$ 1,00 para estudante) e da renovação da frota, mas na verdade desconsideram o interesse e o bem-estar da população, que conhece muito bem a qualidade do transporte público em Rio Branco: ônibus caindo aos pedaços, sempre superlotados, paradas sem cobertura, atrasos constantes etc.

Em tempo: as empresas de ônibus não cumprem com os termos do contrato firmado com a prefeitura de Rio Branco há dez anos. Apesar disso, o contrato já foi renovado em 2015, para que explorem por mais dez anos as linhas de ônibus da cidade.

Os mesmos benefícios já foram concedidos no ano passado, mas a contrapartida dos serviços prestados pelas empresas de ônibus se agrava impunemente a cada dia.

O que veremos, mais uma vez, é a população no prejuízo ao se conceder uma isenção anual de cerca de quase R$ 9 milhões que deveriam ser convertidos em benefícios diante da vergonhosa situação do transporte coletivo na capital do Acre.

Onde estão o Ministério Público, o Tribunal de Contas e o movimento social do Acre? 

A deputada Eliane Sinhasique enviou à presidente do Tribunal de Contas do Acre, Nalu Gouveia, um apelo para que o caso seja analisado mediante a possibilidade de haver mau uso de verba pública por parte da prefeitura.

Blog do Altino Machado.

quarta-feira, 4 de março de 2015

RIO ACRE NÃO PARA DE SUBIR E CHEIA JÁ É A MAIOR CATÁSTROFE DO SÉCULO NA AMAZÔNIA

                                                              Foto/ via Facebook

Os bairros de Rio Branco sofrem demasiadamente com a cheia do Rio Acre. Famílias tradicionais, que moram há dezenas de anos no Seis de Agosto são obrigadas a abandonar seus lares para refugiar-se em casa de parentes e amigos, ou nos abrigos públicos mantidos pela prefeitura e governo. A água tomou conta de tudo e, não bastasse a alagação em si, o transbordamento além da calha superior provoca perigosas correntezas capazes de arrastar embarcações e crianças na Avenida Seis de Agosto e ruas adjacentes.

Se o tema é impactos da alagação, o Seis de Agosto é emblemático. São comuns imagens de moradores desolados, sentados em qualquer lugar onde se possa mirar o nada, pensando na catástrofe que bateu à porta de casa, invadiu o lar e não reluta em expulsar mesmo os mais teimosos. “Quero sair”, disse com os olhos marejados de lágrimas a dona de casa Maria José, que abordou o presidente da Empresa Municipal de Urbanização de Rio Branco (EMURB), Jackson Marinheiro, para pedir-lhe socorro. Moradora da Travessa Praxedes, Maria José é uma das poucas que ainda permanecem em casa mesmo vendo o rio subir a níveis catastróficos. Às 20h desta terça-feira, 3, o rio cravou 18,24 metros, algo jamais visto pela população. Não há nada parecido com esse fenômeno na Amazônia neste século.

Com a elevação constante e severa, a mancha de água só pode ser mesmo acompanhada com tecnologia. Para isso, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Gestão Urbana (SMDGU) produz até três mapas por dia atualizando a mancha de água na cidade. Pelo mapa, construído utilizando o software ArcGIS, a Defesa Civil vê claramente as áreas alagadas, os mananciais que provocam determinada inundação e a dimensão do fenômeno. O ArcGIS é uma ferramenta que complementa o georeferenciamento. Com a sobreposição da imagem gereferenciada o software constrói o mapa da mancha de água em Rio Branco, facilitando a compreensão do fenômeno e abrindo possibilidades para enfrentá-lo. Não fossem instrumentos como esse, o monitoramento seria mais complicado.

Três pontes que ligam as duas partes da capital, o 1º e o 2º Distritos, estão interditadas. Duas delas por questões de segurança e a terceira por moradores que, com suas casas inundadas, exigem vagas em abrigos. Apenas a 3ª ponte está livre para circulação. Com isso, longos congestionamentos acontecem no Centro. O Governo e a Prefeitura prorrogaram o ponto facultativo nas repartições pública para até o fim de semana, mais uma medida para reduzir o movimento no centro da cidade e mobilizar o maior número de voluntários a serviço das famílias que estão afligidas pela cheia.

Toda a cidade sofre muito nestes dias de inédito caos. A ordem, em muitas frentes de serviço da Defesa Civil (só a Prefeitura criou oito pontos de atendimento aos voluntários e alagados, distribuindo água potável, alimento e remédio) era simplesmente “organizar minimamente o caos”. Assim mesmo, ninguém fica sem atendimento. “Demora um pouco, mas chega”, disse um voluntário que em situação normal trabalha para o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem do Acre (DERACRE). Esses pontos de referência são coordenados por um secretário municipal, como o ponto da Seis de Agosto, localizado a 30 metros da cabeceira da 4ª ponte na Avenida Amadeo Barbosa, é gerenciada pelo presidente da EMURB.

Moradores que permanecem nas casas mesmo com a água acima de um metro, correm sérios riscos e sofrem com a falta de muita coisa, inclusive a energia elétrica. Por medida de segurança a Eletrobrás está cortando o fornecimento de eletricidades nas áreas alagadas. O prefeito Marcus Alexandre acompanha detalhadamente os serviços, visitando diariamente os bairros alagados, apoiando a coordenação nos pontos de referência e fazendo a análise dos dados da Defesa Civil –e alertando para os problemas que os moradores enfrentam ao ficar em casa diante da alagação iminente.

Da redação ac24horas

TARAUACÁ-ACRE: UM ABRAÇO, AO AMIGO ANTÔNIO LÁZARO


Um abraço, ao amigo Antônio Lázaro De Almeida – Que realizou um ótimo trabalho, quando, estava a frente da Secretaria de Meio Ambiente do nosso município (Desde que o Antônio Lázaro, deixou a Secretaria de Meio Ambiente, não ouço mais falar da mesma).

O prefeito Damasceno, Não sabe reconhecer os que realmente trabalham para o desenvolvimento da nossa cidade. O amor partidário, não permite que o mesmo veja ás coisas claramente.

sábado, 28 de fevereiro de 2015

TARAUACÁ-ACRE

Imagem do dia –Prefeitura do município fazendo a recuperação de ruas. Pedras dentre d´água, que belo  'Serviço' (Foto/via Fecebook). 

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

TJ DO ACRE DETERMINA NOMEAÇÃO DE PROFESSORA APROVADA EM CONCURSO


Em decisão liminar, no mandado de segurança nº 0700027-71.2015.8.01.0014, assinada nessa quinta-feira (26), o juiz de Direito Guilherme Fraga, titular da Vara Cível da Comarca de Tarauacá, determinou a imediata nomeação e posse de Lucileide da Silva Oliveira no cargo de Professor da Rede Estadual de Ensino das séries iniciais do ensino fundamental, para o qual prestou concurso público, em outubro de 2013, e foi classificada em 22º lugar.

Apesar da existência de apenas três vagas previstas no edital de abertura do certame, Lucileide Oliveira alegou que foram nomeados e tomaram posse os candidatos aprovados, no mesmo concurso, até a 18ª colocação e que a Secretaria de Estado de Gestão Administrativa (SGA), também por meio de edital, promoveu processo seletivo simplificado para provimento de 17 vagas temporárias para o cargo de professor, com o fim de atender a rede pública de atenção básica. Por tudo isso, a candidata entendeu ter direito à nomeação e buscou o Poder Judiciário.

Ao analisar o conteúdo processual, representado pelas provas pré-constituídas, o magistrado verificou a existência de documentos que atestam a contratação de professores temporários pela Administração Pública, preterindo a ordem classificatória do certame, no qual a impetrante foi aprovada. Ainda das análises, o juiz vislumbrou o perigo de prejuízo que Lucicleide da Silva sofreria com a demora da nomeação, com a perda do próprio direito ao término do prazo de validade do concurso.

Com base nos fatos e fundamentos apresentados, sem adentrar no mérito do mandado de segurança, o juiz Guilherme Fraga (Vara Cível da Comarca de Tarauacá) deferiu a liminar requerida para determinar a imediata nomeação e posse de Lucileide da Silva Oliveira no cargo de Professor da Rede Estadual de Ensino.

AGÊNCIA TJAC
GERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO - GECOM

ACRE: NOVO PRESIDENTE DO PSDB DIZ QUE 'INFIÉIS' NÃO TERÃO LEGENDA

Lava-Jato: Major Rocha quer esclarecimento do ministro sobre reunião com advogados de empreiteiros

O deputado federal Major Rocha assumirá o cargo de presidente do PSDB, disposto a colocar ordem no ninho tucano do Acre. Às vésperas de assumir o partido, ele disse na manhã desta sexta-feira (27), que vai enquadrar os prefeitos e vereadores tucanos, que não seguiram as orientações da executiva regional da legenda, apoiando candidatos da Frente Popular, coligação chefiada pelo PT.

“O PSDB é o partido mais bagunçado quem tem no Acre. Eu não tenho problema em me indispor com pessoas que usam o partido para atender seus interesses particulares. Tem vereadores que trabalharam contra os candidatos do partido, tem prefeito que se aliou ao candidato majoritário adversário. Estão, este tipo de comportamento, eu não vou aceitar quando chegar à presidência”, diz Rocha.

O parlamentar deverá assumir o partido no mês de abri. Ele destaca que está preparando um cronograma de trabalho para desenvolver dentro do PSDB, para reorganizar e fortalecer a legenda em todos o municípios. Rocha não descarta um tipo de punição aos infiéis do ninho tucano. As primeiras medidas deverão ser adotadas na executiva municipal da legenda em Rio Branco.

“Não terei problema em negar legenda para vereadores e prefeitos infiéis, quem se achar prejudicado pode procurar a Justiça. A direção estadual do PSDB não vai aceitar que estas pessoas usem o partido para autopromoção. As últimas eleições foram uma demonstração da infidelidade de alguns prefeitos que simplesmente assumiram candidaturas de outros partidos”, finaliza Rocha.

Ac24horas – raymelo.ac@gmail.com