segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

TARAUACÁ: PONTO DE TÁXI SERÁ INAUGURADO NA MANHÃ DESTA TERÇA-FEIRA


A Prefeitura de Tarauacá entrega, nesta terça feira, 26 de janeiro, as 8h, o tão esperado Ponto de Taxi. Um boxe com bancos, tv e bebedouro para abrigar os 23 taxistas do município. 

Essa é uma reivindicação de mais de 18 anos desde a fundação da Associação dos Taxistas de Tarauacá, ASTAT. A obra é fruto de uma parceria entre Prefeitura, que investiu cerca de 70% da construção, o Banco do Brasil que cedeu o espaço, a Associação dos Taxistas e Deputado Jesus Sérgio. O ponto recebe o nome do Senhor Chico Saraiva, taxista já falecido. 

"Os mais de 23 taxistas do município agora desfrutarão de um abrigo, pois, durante esses cerca de 18 anos, ficamos a mercê do sol e da chuva", disse o presidente da Associação, o Taxista Cesar. 


Quem precisar de um táxi em Tarauacá, poderá ligar para os seguinte números: 

3462-2407 

9982 4881 


10 dos taxista fazem linha entre: 


Tarauacá - Rio Branco 
Tarauacá - Cruzeiro do Sul


Blog do Accioly

SAÚDE AGUARDA LAUDO SOBRE SUSPEITAS DE CHIKUNGUNYA EM CRUZEIRO DO SUL

bem estar aedes (Foto: Reprodução/TV Globo)

Os cinco casos suspeitos de febre chikungunya registrados no município acreano de Cruzeiro do Sul desde novembro de 2015 ainda seguem sem confirmação.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), todo material coletado foi enviado para o Instituto Evandro Chagas, em Belém.

Segundo a Sesacre, o laboratório é o único especializado para atender toda a demanda da Região Norte. Além disso, a prioridade está sendo dada para pacientes grávidas ou casos específicos, razão pela qual ainda não há previsão de quando os casos de Cruzeiro do Sul serão analisados.

De acordo com o Ministério da Saúde, outros laboratórios de saúde pública estão sendo capacitados para que possam realizar os exames de detecção da febre chikungunya.

Entenda o caso

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Sesacre no dia 22 de janeiro, o Acre teve um aumento percentual de mais de 100%, no número de casos suspeitos de febre chikungunya. De acordo com os dois últimos boletins, a quantidade de casos passou de 12 para 32 apenas em 2016.

Desde o primeiro boletim epidemiológico até o final de janeiro 88 casos suspeitos da doença haviam sido notificados. Desses, 58 foram em Rio Branco, 15 em Xapuri, cinco em Cruzeiro do Sul e 10 em Brasiléia.

Quatro notificações de Rio Branco foram descartadas após passar por análise e 84 estão sob investigação.

Em novembro de 2015, Cruzeiro do Sul registrou a primeira suspeita de chikungunya, uma mulher de 42 anos, que esteve durante oito dias em Recife (PE), chegou a Cruzeiro do Sul. Após retornar ao município, foi internada no Hospital Regional do Juruá com sintomas de chikungunya.

Como as pessoas pegam o vírus?

Por ser transmitido pelo mesmo vetor da dengue, o mosquito Aedes aegypti, e também pelo mosquito Aedes albopictus, a infecção pelo chikungunya segue os mesmos padrões sazonais da dengue.

Quais são os sintomas?

Entre quatro e oito dias após a picada do mosquito infectado, o paciente apresenta febre repentina acompanhada de dores nas articulações.

Outros sintomas, como dor de cabeça, dor muscular, náusea e manchas avermelhadas na pele, fazem com que o quadro seja parecido com o da dengue. A principal diferença são as intensas dores articulares.

Em média, os sintomas duram entre 10 e 15 dias, desaparecendo em seguida. Em alguns casos, porém, as dores articulares podem permanecer por meses e até anos. De acordo com a OMS, complicações graves são incomuns.

Em casos mais raros, há relatos de complicações cardíacas e neurológicas, principalmente em pacientes idosos. Com frequência, os sintomas são tão brandos que a infecção não chega a ser identificada, ou é erroneamente diagnosticada como dengue.

Como se prevenir?

Sobre a prevenção, valem as mesmas regras aplicadas à dengue: ela é feita por meio do controle dos mosquitos que transmitem o vírus.

Portanto, evitar água parada, que os insetos usam para se reproduzir, é a principal medida. Em casos específicos de surtos, o uso de inseticidas e telas protetoras nas janelas das casas também pode ser aconselhado.


G1/Acre

INSCRIÇÕES PARA O FIES INICIAM NO DIA 26

As inscrições para o processo seletivo do Fies relativo ao primeiro semestre de 2016 começam na próxima terça-feira (26) e seguem até o dia 29. As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet. O Fies financia cursos superiores não gratuitos com avaliação positiva. O Ministério da Educação ainda não divulgou o número de financiamentos disponíveis para esta edição. As regras da seleção estão em edital publicado na edição de hoje (22) no Diário Oficial da União.

Pode se inscrever no processo seletivo do Fies o estudante que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, obtido pelo menos 450 pontos na média nas provas e não tenha tirado 0 na redação. O candidato precisa ter também renda familiar mensal bruta per capita de até 2,5 salários mínimos.

O candidato poderá se inscrever em um único curso e turno entre aqueles com vagas ofertadas. Durante o período de inscrição, poderá alterar sua opção de vaga, bem como efetuar o cancelamento. Os estudantes serão classificados de acordo com as notas no Enem na edição em que tiver obtido a maior média.

Lista de espera

O processo seletivo do Fies referente ao primeiro semestre de 2016 terá chamada única e lista de espera. Os estudantes que não forem pré-selecionados na chamada única serão incluídos na lista de espera para o preenchimento das vagas eventualmente não ocupadas. O resultado da pré-seleção na chamada única e a lista de espera serão divulgados no dia 1º de fevereiro.

No ano passado o Ministério da Educação anunciou mudanças nas regras do Fies para os contratos assinados a partir do segundo semestre de 2015, como a taxa de juros que passou a ser de 6,5% ao ano.

Em dezembro, portaria do Ministério da Educação definiu que, do total de vagas previstas para o primeiro semestre deste ano, 70% irão para os cursos considerados prioritários pela pasta, nas áreas de saúde, engenharia e de formação de professores.

Outra novidade é que as cidades com menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) terão prioridade na distribuição de vagas do Fies. Além do IDHM, será considerada a demanda por educação superior, calculada a partir de dados do Enem, a demanda por financiamento estudantil, verificada a partir de dados do Fies, e a disponibilidade orçamentária do programa.

FGTS PODERÁ SER USADO COMO GARANTIA DE EMPRÉSTIMO CONSIGNADO

O governo estuda a possibilidade de o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ser usado como garantia para empréstimo consignado. A informação foi dada pelo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, em conversa com jornalistas, em Davos, na Suíça.

Barbosa disse que o governo recebeu essa proposta de instituições financeiras. A ideia é usar o saldo da multa do FGTS, caso o trabalhador perca o emprego. Segundo o ministro, o argumento em defesa da proposta é que, em momento de alta do desemprego, o uso do FGTS reduziria o risco de inadimplência, no caso dos trabalhadores do setor privado e, por consequência, a taxa de juros cairia.

De acordo com o ministro, a medida foi apresentada ao governo no ano passado. Barbosa disse ainda que o governo pediu mais detalhes sobre a proposta às instituições financeiras. “Não tem uma decisão ainda”, disse Barbosa, ressaltando que é preciso confirmar em quanto a taxa de juros seria reduzida e qual seria o impacto no FGTS.

Barbosa participa, em Davos, do Fórum Econômico Mundial, que reúne lideranças de diversos países para discutir temas econômicos de interesse global, como estratégias para a retomada do crescimento ao redor do mundo, e ações para o aquecimento da economia nos países.

Agência Brasil

NO JURUÁ, SETORES PRODUTIVO E INDUSTRIAL VIVEM NOVA REALIDADE ECONÔMICA


O ano de 2016 marca o início da consolidação de uma nova realidade econômica na região do Juruá. O governador Tião Viana esteve em Cruzeiro do Sul, neste sábado, 23, para cumprir agendas na área de produção e indústria. Com uma programação extensa, Tião Viana visitou as obras do frigorífico de pescado do Juruá, o Parque Florestal Industrial e plantios de milho e coco, localizados no Km 10, da BR-307, que liga o Acre ao Amazonas.


Participaram das agenda o deputado federal César Messias, os deputados estaduais Josa da Farmácia e Jonas Lima, e representantes das secretarias de Indústria e Comércio (Sedens), de Agricultura e Pecuária (Seap) e de Extensão e Produção Familiar (Seaprof).

No Frigorífico de Processamento de Peixes do Juruá, o governador acompanhou o andamento dos serviços. Entre obras e equipamentos contratados, os investimentos se aproximam de R$ 10 milhões, com uma expectativa de geração de até 700 empregos diretos e indiretos.

“Queremos incentivar uma nova realidade econômica e industrial no Juruá. Os serviços avançam em ritmo intenso, e a nossa expectativa é inaugurar o frigorífico do Juruá até maio deste ano”, explicou o governador.

Em seguida, Tião Viana visitou o Parque Florestal Industrial de Cruzeiro do Sul, responsável pela geração de cerca de 300 empregos por meio da realização de diversos serviços industriais, como marcenaria, movelaria, indústria madeireira, fábrica de argamassa, ferro, cimento e outros.

Na indústria Farias, de móveis planejados, Tião Viana e sua equipe de governo se surpreenderam com o empreendedorismo e avanço profissional de João Farias, que, com um faturamento mensal de R$ 100 mil na venda de móveis planejados, contou que isso só está sendo possível graças ao curso que pôde fazer em Milão, na Itália, sendo o maior apoio que recebeu do governo do Estado.“Eu agradeço o investimento que o governo fez para que a gente tivesse esse treinamento na Itália, algo de enorme valor que nos permitiu crescer. Para minha família trouxe resultados positivos e para sociedade mais ainda”, disse Farias.

Para Tião Viana, o objetivo é esse, pois “não dá para pensar no futuro dessas empresas, sem pensar no uso de tecnologia e qualificação da mão de obra”.

Uma nova classe média rural surge no campo

No Km 10 da BR-307, o governador Tião Viana visitou duas propriedades rurais. A primeira delas foi a de Dedimar Lopes, que, em 2012, recebeu do governo 500 mudas de coco que faziam parte de um investimento de R$ 83 mil que o governo do Estado conseguiu por meio do governo federal, trazendo as mudas da Bahia.

Três anos depois e com três hectares de plantação, Lopes já começa a colher bons resultados, e conta que atualmente está tirando 500 cocos por mês, mas a expectativa é de, em seis meses, tirar de quatro a cinco mil cocos, que poderá vender a um real cada. Fora o maracujá, pimenta, abacaxi, banana e o peixe que ele também já está produzindo.

“Esse produtor já quer tirar cinco mil cocos por mês, o que se traduz em uma renda mensal de R$ 5 mil para sua família. Isso dá uma esperança enorme na força de trabalho do povo do Juruá, na inteligência de consorciar várias atividades, fazendo com que ele alcance um novo padrão de classe média rural”, destacou o governador.

Lopes fez questão de agradecer pessoalmente a Tião Viana por todo o incentivo que recebeu do governo. “O governo acredita em nós. Então, a gente vai lá e faz. Sou muito agradecido por todo apoio que recebi e recebo até aqui”, disse Lopes.

Recuperação do solo e o plantio de 100 hectares de milho

O produtor rural José Correia dos Santos, da fazenda Nova Canaã, mostrou ao governador Tião Viana o plantio de 60 hectares de milho e o grande potencial produtivo que está desenvolvendo graças ao apoio do governo. O local, que era uma fazenda completamente degradada, está com 60 hectares plantados e já ajustando para 100 hectares de milho. Para Tião Viana, isso mostra que o Juruá tem um grande futuro na agricultura e na agroindustrialização do Acre.

“Então, aquilo que estava degradado e não gerava renda, com a união da família, do trabalho e a participação do governo, o resultado é que ele não só tá produzindo e vendendo milho para o mercado local, como também preparando a silagem para quando chegar o verão e tiver a crise no pasto ele ter o alimento para o gado também”, disse Viana.

O gerente administrativo da fazenda, Moisés Castro, contou que, com o apoio do governo, o plantio recebeu as máquinas colheitadeiras e os tratores para auxiliarem na plantação, além da assessoria técnica da Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária (Seap).

“Agora, estamos avançando na silagem. Começamos esse projeto em julho de 2015, e, nessa primeira safra, prevemos colher cinco mil sacas de milho”, contou o gerente.

O deputado federal César Messias disse que esse é um novo momento para a produção no Acre. “Aqui, nós estamos ampliando a verticalização da produção em nossos ambientes rurais do estado”, pontuou o parlamentar.

O gestor da Seap, José Carlos Reis, destacou que esse é o governo que apoia o produtor rural. “O governo, por meio das secretarias da área rural, está transformando essas áreas. Para nós, é importante, pois, assim, a gente garante mais renda para o nosso produtor, o que é o foco desse governo”, concluiu.

Agência Acre

TERREMOTO NA ESPANHA E NO MARROCOS REGISTRA NOVE RÉPLICAS

Comunicado divulgado pelo US Geological Survey mostra a localização do terremoto de magnitude 6,1 no Mar Mediterrâneo, entre a Espanha e o Marrocos

Nove réplicas, com magnitude entre 2,9 e 4,6 graus, foram sentidas esta manhã após o sismo registado de madrugada no Mar de Alboran, no Mediterrâneo, que causou danos materiais em Melilla (Espanha).

O movimento sísmico – de magnitude 6,1, segundo o Centro Geológico dos Estados Unidos da América e 6,3, de acordo com o Instituto Nacional Geográfico espanhol – foi sentido com maior intensidade em Melilla, mas também em vários outros pontos de Espanha, como na Andaluzia, Ceuta, Múrcia e Madri.

Após o sismo principal, que levou muitos habitantes de Melilla (cidade espanhola próximo ao Norte da África) a sair às ruas, sucederam-se réplicas, também com o epicentro no Mar de Alboran.

A magnitude dessas réplicas oscilou entre os 2,9 e 4,6 graus, mas só as de maior magnitude foram sentidas pela população.

O sismo não causou vítimas, mas registaram-se alguns danos materiais, principalmente em Melilla, onde algumas fachadas de edifícios ficaram danificadas. Os bombeiros tiveram de evacuar algumas casas, por receio de desabamentos.

A linha de emergências 112 recebeu mais de 250 chamadas de toda a Andaluzia, denunciando que o sismo foi sentido em toda a região.

Agência Brasil

COMEÇA HOJE A MATRÍCULA DOS APROVADOS NO SIsu

Começa hoje (22) o prazo para que os estudantes que conseguiram uma vaga por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) façam a matrícula nas instituições públicas de ensino superior. As matrículas podem ser feitas até o dia 26.


Nesta etapa, cabe ao estudante selecionado verificar, na instituição de ensino em que foi aprovado, o local, horário e os procedimentos para a matrícula. Ao todo, 2.712.937 candidatos se inscreveram. A concorrência geral foi de 23,1 candidatos por vaga.


O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual os estudantes participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) concorrem a vagas de ensino superior em instituições públicas. Nesta primeira edição de 2016 foram ofertadas 228 mil vagas em 131 instituições.


Lista de espera


Os candidatos que não foram selecionados na chamada regular podem participar da lista de espera até o dia 29 de janeiro. Também pode participar da lista o candidato selecionado para o curso que escolheu como segunda opção. A adesão à lista de espera deve ser feita no portal do Sisu.


Para aderir, o estudante acessa o sistema e, em seu boletim, precisa clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu. Ao finalizar, o sistema emite uma mensagem de confirmação.


A convocação para matrícula dos candidatos em lista de espera começa no dia 4 de fevereiro. Na lista de espera, a convocação cabe às próprias instituições de ensino.


Agência Brasil

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

DNIT ACELERA RECUPERAÇÃO DA BR-364 ENTRE TARAUACÁ E O RIO LIBERDADE


Os trabalhos de recuperação da BR-364 no trecho entre Tarauacá e o Rio Liberdade – o mais crítico de toda a rodovia – estão acelerados. Dezenas de máquinas e trabalhadores de quatro empresas, contratadas pelo Dnit, estão recuperando 27 quilômetros de pontos críticos, que vão garantir a boa trafegabilidade da rodovia no período chuvoso.

Para a recuperação, está sendo utilizado um processo, adotado pelo Dnit, denominado Tratamento Superficial Duplo (TSD), que é uma camada de revestimento do pavimento constituída por duas aplicações sucessivas de ligante betuminoso, cobertas cada uma por uma camada de agregado mineral e submetidas a compressão.

Segundo o encarregado de obra de uma das empresas, Edmir Pinheiro, as partes sensíveis da rodovia são substituídas por um material de maior qualidade. Em seguida, são recuperadas a sub-base e a base e feita a aplicação do TSD sobre a pista. As pedras para o macadame vêm do Rio Madeira, a 700 quilômetros de distância, e a argila, de Cruzeiro do Sul.

Pinheiro conta que, quando for feita a reconstrução da estrada, o TSD não vai sair, e a base e a sub-base entram em cima desse material. Ele garante que o resultado da recuperação vai ficar ótimo, pois o macadame vai ter 25 centímetros de pedra.


Esforço do governador

O representante do governo na regional do Juruá, Itamar de Sá, destaca o esforço do estado para garantir a trafegabilidade na rodovia durante o período chuvoso.

Ele conta que a recuperação é fruto do empenho pessoal de Tião Viana. “O governador esteve sucessivas vezes em Brasília demonstrando para o Dnit, para o Ministério dos Transportes e, sobretudo, para a presidente Dilma Rousseff que essa é a rodovia da integração do Acre e tem importância significativa para o desenvolvimento de nosso estado”, ressaltou Sá.


Por Por Flaviano Schneider
Da Agência Acre