terça-feira, 27 de janeiro de 2015

TARAUACÁ: VEREADORA FAZ RECONHECIMENTO Á ADMINISTRAÇÃO EM SUA PÁGINA NA INTERNET "BLOG"


Ontem fui convidada pela administração municipal para participar de uma reunião com os segmentos que trabalham para ajudar as pessoas nos períodos de alagação. Prefeito, vice, secretários, assessores, órgãos de segurança, órgãos do governo estadual, voluntários e defesa civil municipal. 

Muitas vezes a gente fica de fora dessas reuniões e finda falando algo sem conhecer de fato a real situação.

Por isso que sempre cobrei reuniões com a participação de todos os colegas vereadores. Afinal, além de conhecermos os problemas de perto, também podemos contribuir com a busca de soluções.

Confesso que fiquei impressionada com a preocupação do prefeito e toda sua equipe, com as famílias atingidas pelas águas e a condução das ações.

Quero aqui reconhecer publicamente o esforço e a dedicação da administração municipal e do governo estadual em tentar minimizar o sofrimento da nossa população atingida pelas cheias dos nosso rios.

JANAINA FURTADO

RIO MADEIRA: DEFESA CIVIL REMOVE MAIS FAMÍLIAS E PREFEITURA PODE DECRETAR ESTADO DE EMERGÊNCIA

madeiraa

Na tarde desta segunda (26) equipes da Defesa Civil de Porto Velho removeram mais três famílias de áreas já atingidas pela enchente do Rio Madeira. Duas delas foram retiradas do bairro São Sebastião II e uma outra do bairro da Balsa.

Com essa remoção, sobe para quinze o número de famílias desalojadas pela enchente em Porto Velho, sendo que a maioria expulsa pela cheia está na região do Abunã, distante 230 km da capital rondoniense.

O nível do Rio Madeira chegou aos 15,18 metros na zona urbana de Porto Velho, e vem subindo uma média de 30 cm a cada 24 horas, o que fez a prefeitura agilizar o decreto de situação de emergência.

Na semana passada, por orientação da Defesa Civil, o prefeito Mauro Nazi (PSB), já havia decretado o estado de alerta; agora o município deve entrar no último estágio de socorro, quando a situação é de enchente. O último é o estado de calamidade pública.

Enquanto centenas de famílias estão ameaçadas pela cheia, a prefeitura prepara dois ginásios para receber as próximas vítimas da alagação.

De acordo com o chefe de operação da Defesa Civil Municipal, Paulo Afonso da Silva, outras famílias dos bairros Nacional e São Sebastião devem ser removidas de casa para um abrigo público ainda esta semana.

Wania Pinheiro, Agência ContilNet

'NÃO CONFIO NOS EUA´, DIZ FIDEL CASTRO SOBRE REAPROXIMAÇÃO DE CUBA

17/12 - Combinação de fotos mostra os presidentes Barak Obama e Raul Castro durante o anúncio da retomada das relações diplomáticas entre EUA e Cuba (Foto: Doug Mills/Pool/Reuters, Reprodução/Reuters)

O líder cubano Fidel Castro, de 88 anos, disse nesta segunda-feira (26) que não confia nos EUA e que não conversou com Washington, rompendo, assim, o silêncio de mais de um mês sobre a histórica aproximação anunciada por seu irmão e sucessor Raúl Castro e pelo presidente Barack Obama em 17 de dezembro do ano passado.

A manifestação veio por meio de uma carta assinada por Fidel dirigida à Federação Estudantil Universitária e lida por líderes do movimento nesta segunda na TV estatal cubana. A última aparição pública de Fidel foi em 8 de janeiro de 2014, quando assistiu à inauguração de uma galeria do artista cubano Alexis Leyva 'Kcho'.

"Não confio na política dos Estados Unidos, nem troquei uma palavra com eles, sem que isso signifique, nem muito menos, uma rejeição a uma solução pacífica dos conflitos", disse Fidel, afastado do poder desde 2006. No entanto, ele não criticou o acordo anunciado por Raúl e Obama, quando os dois países normalizaram suas relações, um fato que foi visto com bons olhos pela comunidade internacional. "O presidente de Cuba tomou as medidas apropriadas de acordo com as suas prerrogativas e poderes conferidos pela Assembleia Nacional e do Partido Comunista de Cuba", escreveu Fidel Castro.

"Sempre defender a cooperação e amizade com todos os povos do mundo, incluindo os dos nossos adversários políticos. Isto é o que nós estamos pedindo para todo mundo", disse Fidel Castro, que tinha sido o grande ausente na reaproximação histórica entre países, depois de meio século de inimizade.

No longo texto, Fidel fala dos mais diversos tópicos, indo da Grécia Antiga à incursão militar cubana na África, nas décadas de 1970 e 1980, e encerra com seus comentários sobre a reaproximação com os Estados Unidos. O silêncio de Fidel voltou a alimentar rumores sobre sua saúde e sobre sua morte no início do mês, até que o ex-jogador de futebol argentino Diego Maradona, seu amigo pessoal e que estava de visita em Havana, anunciou há duas semanas ter recebido uma carta do líder cubano.

A Casa Branca e o governo de Cuba ainda não se posicionaram sobre a declaração do líder cubano.


Acordo diplomático

A retomada das relações diplomáticas foi anunciada por Barack Obama e Raul Castro, porém o embargo comercial ao país caribenho foi mantido. Em seu discurso no Congresso, Obama pediu rapidez aos parlamentares para a aprovação do fim do embargo a Cuba. Na prática, até agora, o acordo possibilitou a libertação de presos políticos que estavam sob poder de ambos os países.

Na última semana, representantes dos Estados Unidos foram até Havana e iniciaram as negociações abordando temas de cooperação bilateral no narcotráfico e no combate ao terrorismo. Quando o acordo foi anunciado, os Estados Unidos informaram que as seguintes medidas seriam tomadas:

- restabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países;

- facilitar viagens de americanos a Cuba;

- autorização de vendas e exportações de bens e serviços dos EUA para Cuba;

- autorização para norte-americanos importarem bens de até US$ 400 de Cuba;

- início de novos esforços para melhorar o acesso de Cuba a telecomunicação e internet.

As medidas incluem ainda ações práticas como o restabelecimento de uma embaixada americana em Havana e a revisão da designação dada pelos EUA a Cuba de Estado que patrocina o terrorismo.


Embargo

Os dois países não se relacionavam desde 1962 - mantendo apenas contatos de interesse de nível menor desde 1977. O embargo que os EUA mantêm contra Cuba impede a maioria das trocas comerciais. Através de duas leis, uma de 1992 e outra de 1996, Washington proíbe envio de alimentos ao país caribenho (exceto em casos de ajuda humanitária) e torna passível de punição judicial empresas nacionais e estrangeiras que tenham relações financeiras com a ilha.

Há também uma exigência de uma licença de viagens para a ilha, embora o governo Obama tenha suavizado as restrições para programas acadêmicos, religiosos ou culturais a partir de 2009.

Desde então, uma média de 350 mil cubanos-americanos viajam a Havana a cada ano, segundo estimativas do setor turístico, enquanto 100 mil norte-americanos vão anualmente à ilha em grupos organizados com permissões especiais.

Outra proibição revista em 2009 foi o limite de envio de remessas de dinheiro a partir dos EUA para o país caribenho, o que permitiu uma injeção de dinheiro na ilha. Antes, os cubanos nos Estados Unidos podiam viajar a Cuba apenas uma vez por ano e mandar apenas US$ 1.200 por pessoa, em dinheiro, para parentes necessitados.

Segundo Havana, até 2010 as perdas pelo embargo já superavam os US$ 104 bilhões, mais que o triplo do Produto Interno Bruto (PIB) da ilha, e tem impacto em setores sensíveis como saúde, alimentação e educação.

O embargo econômico norte-americano a Cuba existe de forma ampla desde 1962. As primeiras medidas começaram antes mesmo, em 1960 - um ano após Fidel castro tomar o poder e um ano depois do nascimento de Barack Obama, segundo apontou a revista 'The Economist'.

O embargo é renovado anualmente por uma legislação que data de 1917 chamada Lei de Comércio com o Inimigo. Ela deu origem, em 1963, ao embargo contra a ilha comunista, conhecido oficialmente como "Regulação de Controle dos Bens Cubanos".

Os obstáculos ao comércio e às relações econômicas entre os dois países foram adotados pelos EUA após a adesão de Cuba ao comunismo.

Do G1, em São Paulo

COM GOVERNO TIÃO, ACRE PERDE QUASE 4 MIL EMPREGOS; CONSTRUÇÃO CIVIL FOI O VILÃO


Enquanto o governador Tião Viana promete fazer de seu segundo mandato o da geração de empregos no Acre, os primeiros quatro anos do petista podem ser considerados com um dos piores na série histórica na contratação de trabalhadores pelo setor privado. É o que aponta o mais recente balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

De 2011 até 2014, o Acre apresentou uma perda de 3.628 postos com carteira assinadas. É o pior resultado desde 2003, início do segundo mandato de seu irmão, Jorge Viana, no Palácio Rio Branco. Se comparado com a gestão do também petista Binho Marques os resultados são ainda piores; no período de Binho foram abertas quase 3.400 vagas.

Ou seja, nos quatro anos de Tião Viana, o Estado perdeu quase todos os empregos gerados no mandato do antecessor. Em 2014 foram criados apenas 1.060 empregos, o pior resultado do governo Tião, e o terceiro num espaço de 10 anos. Os setores de serviço e comércio puxaram a abertura de empregos ano passado.

Já em dezembro o saldo foi negativo, com queda de 0,82% na contratação de pessoal. A construção civil foi o grande vilão da economia, com mais de 680 demissões, seguido por serviços (-165). Dos municípios com mais de 30 mil habitantes, Sena Madureira registrou o maior desempenho para baixo: -2,32%.

Os dados reiteram o momento difícil da economia acreana. Desde novembro a construção civil vem enfrentando demissões por queda no ritmo de obras. O fator climático (chuvas intensas) é uma das influências, mas não o único. O sindicato dos trabalhadores da construção estima mais de 1.000 a quantidade de operários dispensados somente entre dezembro e janeiro.

http://www.oaltoacre.com/

RESULTADO DE TÍTULOS DO CONCURSO DA EDUCAÇÃO É PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL

O Diário Oficial do Estado (Doe/AC) traz, nesta segunda-feira, 26, o resultado da prova de títulos do Processo Seletivo Simplificado para provimento de vagas temporárias para o cargo de professor para atender a Rede Pública Estadual de Educação Básica. Os nomes estão listados em ordem de classificação, conforme avaliação da banca examinadora.

O concurso trata do Edital número 5 da Secretaria de Estado de Educação, publicado em 14 de novembro do ano passado.

A lista completa dos aprovados pode ser conferida clicando
 aqui.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

ASTEROIDE GIGANTE PASSA "PERTO" DA TERRA NESTA SEGUNDA-FEIRA

Outro asteroide como esse só passará tão perto da Terra em 2027, de acordo com a Nasa (Thinkstock/VEJA)

De acordo com a Nasa, não há risco de colisão do 2004 BL86, que tem cerca de 500 metros de diâmetro, com nosso planeta
Um asteroide com cerca 500 metros de diâmetro vai passar perto da Terra na noite desta segunda-feira, de acordo com a Nasa. A agência espacial americana informou que o asteroide, batizado de 2004 BL86, não tem qualquer risco de colisão com nosso planeta.

Ele passará a cerca de 1,2 milhão de quilômetros da Terra, cerca de três vezes mais distante do que a Lua (a distância lunar é de 384.401 quilômetros). Outro astro como esse só passará tão perto da superfície da terrestre em 2027. A passagem será mais visível entre 23 horas desta segunda e 4 horas da madrugada de terça (no horário de Brasília) nas Américas, Europa e África. No entanto, será preciso ter um pequeno telescópio ou binóculo para observar sua trajetória.

Leia também:

"Embora não represente uma ameaça para a Terra num futuro próximo, trata-se de uma passagem relativamente próxima de um asteroide relativamente grande, o que nos proporciona uma oportunidade única para observar e aprender mais", disse em comunicado o astrônomo Don Yeomans, do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, em Pasadena, nos Estados Unidos.

Descobertas — Os cientistas planejam mapear a superfície do asteroide com radares durante o sobrevoo, na esperança de aprender mais sobre o seu tamanho, a forma, a velocidade de rotação e outras características. "No momento, não sabemos quase nada sobre ele, portanto, é provável que haja surpresas”, declarou ao site SpaceWeather.com o astrônomo Lance Benner, do Laboratório de Propulsão a Jato.

O asteroide, que orbita o Sol a cada 1,84 ano, foi descoberto em 2004 pelo telescópio Linear (sigla em inglês para Lincoln Near-Earth Asteroid Research), localizado no Estado do Novo México, nos Estados Unidos.

Impacto — Atualmente, a Nasa rastreia mais de 11 000 asteroides em órbitas que passam relativamente perto da Terra. A agência espacial americana diz ter localizado mais de 95% dos maiores asteroides, aqueles com diâmetro de 900 metros ou mais, com órbitas próximas da Terra.

Um objeto desse tamanho atingiu o planeta há cerca de 65 milhões de anos no que hoje é a península de Yucatán, no México, provocando uma mudança climática global que se acredita tenha sido responsável pela extinção dos dinossauros e muitas outras formas de vida na Terra.

Dois anos atrás, um meteorito (pedaços de asteroides que eventualmente atingem a superfície da Terra) relativamente pequenoexplodiu na atmosfera sobre a cidade de Chelyabinsk, na Rússia, deixando mais de 1 500 pessoas feridas por estilhaços de vidro e destroços voando. 

Nesse mesmo dia, um outro asteroide não relacionado com ele passou a apenas 28.000 quilômetros da Terra, mais perto do que as redes de satélites de comunicação que cercam o planeta.

(Com Agência Reuters)

domingo, 25 de janeiro de 2015

MÉDICOS NÃO QUEREM TRABALHAR EM ASSIS BRASIL, DIZ DIRETO

O diretor da Unidade Mista de Saúde de Assis Brasil (AC), Carlos Alberto, confirmou que o centro está sem médicos para atender à população do município fronteiriço. Segundo o gestor, profissionais com registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) não querem trabalhar na pequena cidade, que faz fronteira com o Peru, na região do Alto Acre.

Em entrevista o site O Alto Acre, o diretor do centro de saúde disse que “o governo do estado realizou nos últimos anos dois concursos efetivos, além de contratações pelo Pró-saúde, mas, em alguns casos, não houve sequer inscritos para as vagas de médicos existentes no município”. O gestor também comentou que médicos aprovados acabaram pedindo para deixar as funções.

“Aconteceu até mesmo de aprovados em concurso para médico pedir demissão e não assumir sua vaga em Assis Brasil. Hoje só temos uma médica efetiva que estava de licença maternidade e agora goza suas férias. Mesmo com o retorno da profissional, ainda não conseguiremos atender a demanda da unidade”, explicou Carlos ao justificar o problema.

Vereadores da cidade verificaram a situação e prometem, inclusive, procurar o governo do estado para tentar viabilizar uma solução para o problema. Em caso de emergência, os populares não poderão receber atendimento médico na cidade, e precisarão ser encaminhados para as cidades de Brasiléia (AC) e Epitaciolancia (AC), distantes cerca de 110km.

Da Redação ac24horas

RIO ACRE VOLTA A SUBIR E SE APROXIMA AINDA MAIS DA COTA DE ALERTA

O Rio Acre não para de subir. Em menos de seis horas o manancial subiu de 12,58m, para 12,70m. Foram doze centímetros em pouco tempo. Na medição das 6h deste sábado, 24, o rio marcava na régua da Defesa Civil, 12,58cm. Na segunda medição do dia, realizada às 9h, o manancial já estava em 12,64m. Numa terceira analise, executada às 12h, o Rio Acre já marcava 12,70m.

Há três dias o manancial que corta a capital do estado havia baixado e chegou a marcar, em 12h, queda considerável, segundo medição no dia 21, quarta-feira. No dia anterior à diminuição, 100 abrigos da prefeitura da cidade começaram a ser construídos no Parque de Exposições, localizado no 2º Distrito. A ação faz parte do Plano de Contingencia.

A cota de alerta do Rio Acre é atingida quando a medição marca 13,50m, e o transbordamento é declarado ao atingir 14m no nível da capital. O Rio Acre tem mantido a média de 11,90m, nas últimas semanas.

Da Redação ac24horas

TARAUACÁ: NOVA ALAGAÇÃO PREOCUPA AUTORIDADES E POPULAÇÃO.



A população de Tarauacá volta a sofrer com mais uma alagação de grandes proporções. Neste momento o nível do Rio Tarauacá está em 10,90 metros, ultrapassando a cota de transbordamento que é de 9,5 metros. São quase 30 ruas atingidas pela enchente e muitas famílias já estão desabrigadas.

Na tarde deste sábado, 24 de janeiro, caiu uma chuva muito intensa que deixou ruas do centro todas alagadas. O município ainda vive sobre estado de calamidade pública por conta da grande alagação do mês de novembro de 2014, quando o nível do rio chegou aos alarmantes 11,95 metros. O alerta é geral. A cidade está alagada novamente. Autoridades e população estão assustadas.

Prefeitura e Governo do Estado estão agindo, para prestarem assistência às famílias atingidas. A previsão é que o nível do rio deve subir mais.

Fonte: Blog do Accioly