quinta-feira, 28 de agosto de 2014

EBOLA: NÚMERO DE CASOS PODE ULTRAPASSAR 20 MIL; OMS CRIA PLANO ESTRATÉGICO PARA CONTER SURTO

Agente de saúde verifica uma amostra de sangue para o vírus Ebola em um hospital em Serra Leoa. Foto: IRIN/Tommy Trenchard
Agente de saúde verifica uma amostra de sangue para o vírus Ebola em um hospital em Serra Leoa. Foto: IRIN/Tommy Trenchard


A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou, nesta quinta-feira (28), um plano estratégico para impedir o aumento da transmissão do vírus ebola dentro de seis a nove meses através de medidas prioritárias que devem solucionar os principais gargalos existentes em meio à crise. Em nota oficial, a OMS afirmou que este é o maior surto do ebola já registrado na história com 3.069 casos e 1.552 mortes.

“O plano responde à necessidade urgente de aumentar dramaticamente a resposta internacional sobre este surto. Cerca de 40% do número total de casos relatados ocorreram dentro das últimas três semanas”, disse a OMS em um comunicado à imprensa. No entanto, o documento de 27 páginas reconhece que o número atual dos casos pode ser muito maior, já que muitos não foram registrados, podendo exceder para mais de 20 mil ao longo do período emergencial da doença.

Com um orçamento indicativo de 490 milhões de dólares, o plano apresenta uma visão consolidada dos recursos globais estimados para conter a epidemia nos próximos meses. O inicio das ações está previsto para começar esta semana, principalmente em lugares em situação crítica e zonas afetadas. 

Para complementar o plano, a ONU está desenvolvendo uma plataforma operacional para monitorar e facilitar a prestação dos serviços essenciais e emergenciais nas áreas de logística e transporte.


TARAUACÁ: DIA "D" CONTRA A DENGUE

                                                          Campanha de Mobilização

Para alertar, conscientizar e mobilizar a população sobre a necessidade da participação de todos no combate à dengue.

A Prefeitura de Tarauacá, através da Secretaria de Saúde lançou na manhã da última quarta-feira ( 27), o Dia "D" de Combate à Dengue em Tarauacá. 

Durante todo o dia agentes de saúde e voluntários intensificaram as ações preventivas com a distribuição de materiais educativos, orientação sobre os cuidados que devem ser tomados e as principais formas de prevenção. 

Além da eliminação de possíveis criadouros nos bairros da Praia, Centro, Cohab, Triângulo, Copacabana, Ipepaconha, região central, entre outros.


informação/ Assessoria

TARAUACÁ:OPERAÇÃO DA POLICIA CIVIL PRENDE SEIS PESSOAS, ALÉM DE ARMA,DROGAS, MUNIÇÃO E ELETRODOMÉSTICO

Pessoas presas e objetos Recumperados:Foto/rrctv

Os novos policiais que acabaram de incorporar o quadro da policia civil de Tarauacá, só veio á somar.

Na manhã desta quinta-feira (28), cerca de 30 policias da delegacia geral de policia civil, saíram para cumpri seis mandatos de busca e apreensão em vários bairros da cidade.

Há vários meses policias já vinham investigando, vários indivíduos por suspeita de tráfico e receptação de objetos roubados, uma operação bem planejada, que resultou na prisão de seis pessoas, entre as seis, duas mulheres envolvidas.

Os policias conseguiram apreender, bicicletas, dinheiro, munição, uma arma calibre 32 drogas e caixas de som.

Segundo o delegado que comandou a operação, essa é mais uma operação de muitas que aconteceram  " isso é fruto de muito trabalho de investigação, sem dúvida os novos policiais vieram em boa hora". Afirma, o delegado.

Edilene Silva/ RRC-TV


quarta-feira, 27 de agosto de 2014

MARINA: "CHICO MENDES É PARTE DA ELITE"


De Marina Silva, candidata à Presidência pelo PSB, ao ser questionada pelo candidato Levy Fidelix (PRTB) se governará a favor do agronegócio, por manter relações próximas com o empresário Guilherme Leal, candidato a vice em sua chapa no pleito de 2010, e com Neca Setúbal, coordenadora do programa de governo da ex-senadora acreana.

- Não tenho preconceito contra a condição social de nenhuma pessoa. Quero combater essa visão de apartar o Brasil, de que temos que combater as elites. O Guilherme faz parte da elite, mas os ianomâmis também. A Neca é parte da elite, mas o Chico Mendes também é parte da elite. Essa visão tacanha de ter que combater a elite deve ser combatida. Eu quero governar unindo o Brasil, e não apartando o Brasil. Pessoas honestas e competentes temos em todos os lugares.

Foi o bastante para que o ponto de vista de Marina Silva fosse distorcido e a candidata bombardeada nas redes sociais por mencionar Chico Mendes como parte da elite. O ex-seringueiro virou "meme" após sua amiga expor seu conceito de elite.

Marina Silva mandou bem: Chico Mendes era elite da sabedoria popular, por seus ideais e lutas. Elite no sentido do que há de melhor. Elite no sentido lato da palavra. Chico Mendes não era elite no sentido do domínio social sobre os demais. Quem tenta negar que o ambientalista era elite é analfabeto político. E eu, modéstia à parte, sou elite no que faço.

- Concordo plenamente - comentou Ilzamar, viúva de Chico Mendes.

Blog do Altino Machado

DILMA VETA PELA SEGUNDA VEZ NOVAS REGRAS PARA CRIAÇÃO DE MNICÍPIOS


A presidente Dilma Rousseff vetou integralmente o projeto de lei aprovado no início do mês pelo Senado que definia critérios para criação, emancipação e fusão de municípios. A decisão foi publicada na edição desta quarta-feira (27) do “Diário Oficial da União”.

A proposta havia sido elaborada após Dilma vetar integralmente, no ano passado, uma proposta semelhante, sob o argumento de que aumentaria as despesas públicas. Diante da ameaça de derrubada do veto pelo Congresso Nacional, a base aliada no Senado elaborou um novo texto, em acordo com o governo federal, tornando mais rigorosos os critérios para a emancipação de municípios.

Na justificativa do veto, dirigida ao presidente do Senado, Renan Calheiros(PMDB-AL), a chefe do Executivo federal afirmou ter consultado o Ministério da Fazenda sobre os possíveis efeitos da nova legislação. De acordo com Dilma, a pasta apontou que, embora negociado entre o governo e os parlamentares, o texto aprovado pelos congressistas geraria despesas para custear a criação dos novos municípios, mas não condicionava as emancipações ao aumento de receitas.

“Ouvido, o Ministério da Fazenda manifestou-se pelo veto ao projeto de lei complementar pelas seguintes razões: Embora se reconheça o esforço de construção de um texto mais criterioso, a proposta não afasta o problema da responsabilidade fiscal na federação. Depreende-se que haverá aumento de despesas com as novas estruturas municipais sem que haja a correspondente geração de novas receitas”, informou a presidente.

Com a decisão, o veto da presidente deverá ser analisado pelo Congresso em sessão conjunta da Câmara e do Senado. Os parlamentares poderão manter o veto ou derrubá-lo.
saiba mais


O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), disse que será “muito difícil” manter o veto presidencial quando o assunto foi analisado pelo Congresso Nacional. Ele lembrou que o texto foi construído com participação de deputados, senadores e órgãos do próprio Planalto, como Casa Civil e Secretaria de Relações Institucionais.

“A presidente pode ter tido as suas razões para vetar, mas ainda não tenho conhecimento das razões, porque, de fato, foi uma construção conjunta entre governo e Parlamento. É muito difícil que esse veto seja mantido. Já foi difícil manter no projeto anterior”, declarou ao G1.

Relator do projeto na Câmara, o deputado Moreira Mendes (PSD-RO) classificou o veto como "deboche com o Congresso Nacional" e disse que trabalhará para derrubá-lo durante votação. "Isso é uma coisa escandalosa, um deboche, pouco caso com Congresso duas vezes. O que foi feito foi acertado com os líderes do governo. O Senado e a Câmara aprovam e depois ela veta. Da minha parte, gera crise, sim", disse o parlamentar.

O senador José Agripino (DEM-RN), líder do DEM no Senado, disse que o Congresso vai “apreciar o veto oportunamente”.

Desde fevereiro está na pauta do Congresso o veto ao primeiro projeto que dizia respeito à criação de municípios, que também havia sido cortado integralmente pela presidente. As lideranças do governo, porém, vinham segurando a votação para dar tempo de um novo texto ser elaborado, a fim de evitar que os parlamentares derrubassem o veto.

Novo projeto

O texto enviado pelo Congresso Nacional ao Palácio do Planalto no início do mês previa a exigência de 20 mil habitantes para a criação de municípios nas regiões Sul e Sudeste, 12 mil, no Nordeste, e 6 mil, no Centro-Oeste e Norte. A expectativa era de que fossem criados 200 novos municípios nos próximos cinco anos com as novas regras.

Conforme a redação do Legislativo, não haveria exigência de tamanho mínimo para a emancipação dos municípios. De acordo com a proposta, o primeiro passo para a criação de um município seria a apresentação, na Assembleia Legislativa, de um pedido assinado por 20% dos eleitores residentes na área geográfica diretamente afetada, no caso da criação ou desmembramento.

Após o pedido, a Assembleia teria que coordenar um "estudo de viabilidade" do novo município, que deveria comprovar, por exemplo, se na região havia condições de arrecadação suficientes para sustento próprio.

Além disso, um plebiscito deveria ser realizado e, se a maioria da população aprovasse a criação do município, a Assembleia elaboraria e votaria uma lei estabelecendo o nome e limites geográficos. A instalação do município se daria oficialmente com a posse do prefeito e vice-prefeito.

G1/Filipe Matoso e Priscilla Mendes Do G1, em Brasília.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

TRE DO ACRE PLANEJA REALIZAR NOVO CONCURSO EM 2015, ÚLTIMO CERTAMENTE VENCE EM DEZEMBRO

O último processo seletivo do tribunal ocorreu em 2010 e a validade expirará em 7 de dezembro.


O Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE/AC) pretende abrir um concurso público para as carreiras de técnico e analista judiciário em 2015. A informação é do blog Eu Vou Passar, uma das principais fontes dos candidatos.

De acordo com informações da publicação, a intenção do órgão é contratar a empresa organizadora ainda este ano. Para o cargo de analista, que requer diploma de graduação fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), haverá vagas imediatas.

Já para a função de técnico, serão disponibilizadas oportunidades para formação de reserva – este posto necessita de ensino médio completo.

A seleção anterior constou de avaliações objetivas e testes discursivos, que ocorreram nas cidades de Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Brasiléia e Tarauacá. As provas objetivas tinham 30 questões de conhecimentos básicos e 50 de conhecimentos específicos.

SANTA CRUZ, NA BOLÍVIA, REGISTRA PRIMEIRO CASO SUSPEITO DE EBOLA


As autoridades de saúde investigavam o primeiro caso suspeito de ebola na Bolívia, em uma pessoa procedente da África, informou no sábado uma fonte do serviço de epidemiologia de Santa Cruz (leste do país).

— Ontem, informaram de uma clínica particular, que um paciente da Índia tinha sido internado. Ele está em observação por apresentar sintomas como febre, diarreia e vômito — disse Roberto Torres, gerente do Serviço Departamental de Saúde (Sedes) de Santa Cruz ao jornal online Oxígeno.

A pessoa investigada, que não teve o sexo e a idade revelados, havia feito várias escalas em cidades da África, segundo o funcionário. Outros oito passageiros do mesmo voo também estão passando por exames, acrescentou.

O Ministério da Saúde boliviano adotou há dez dias medidas sanitárias preventivas contra o ebola em aeroportos e fronteiras terrestres do país com a difusão de informações epidemiológicas para detectar e isolar eventuais contagiados. A Bolívia não registrou casos do vírus, que fez centenas de vítimas no oeste da África.

Ac24h

PSB-ACRE APOIARÁ MARINA E DIZ NÃO VER RESISTÊNCIA Á CANDIDATURA

A candidata a presidente Marina Silva durante entrevista no comitê de campanha em SP (Foto: Amanda Previdelli/G1)
                                    Foto: Amanda Previdelli/G1

O Diretório do PSB no Acre decidiu que irá seguir a direção nacional e apoiará a escolha de Marina Silva como candidata à Presidência da República no lugar de Eduardo Campos, morto em acidente de avião no dia 13 de agosto. A direção estadual também diz não ver resistência ao nome da ex-ministra dentro do partido.

Reportagem do Bom Dia Brasil da última sexta-feira (22), afirma que Marina estaria enfrentando resistência dentro do PSB. Dois integrantes do partido deixaram a coordenação da campanha poucos dias após o anúncio que ela seria a candidata.

O primeiro a deixar a campanha foi o primeiro secretário do PSB, Carlos Siqueira, que era o coordenador-geral da campanha e teria desistido após Marina Silva ter anunciado que o ex-deputado Walter Feldman, dividiria a coordenação da campanha com Siqueira. Em seguida o ex-vice prefeito do Recife, Milton Coelho, que é da Executiva Nacional do PSB, deixou a coordenação de mobilização e articulação.

Sobre esses episódios, o presidente do partido no Acre, Gabriel Maia, disse que não faria comentários, já que não teria acompanhado as discussões que levaram ao rompimento. Porém, disse não acreditar que a candidata esteja enfrentando resistência.

"Sei que ela representa e muito para nós do PSB, a mudança de um novo Brasil, a construção de uma nova política e sobre essa questão o partido nacional já emitiu uma nota. Quanto a rejeição não vejo nem dentro do PSB, tampouco fora", comenta.

Ele acredita ainda que Marina esteja em um cenário mais propício, que o que encontrou ao concorrer nas eleições de 2010.

"Da mesma forma que a gente estava com o Eduardo a gente vai estar com a Marina. Acho que ela está sendo muito mais bem aceita do que era quatro anos atrás. Tenho certeza que vai surpreender muita gente com uma votação extraordinária", afirma.

http://g1.globo.com/

sábado, 16 de agosto de 2014

TARAUACÁ: FESTAS E EVENTOS PÚBLICO DESTE SÁBADO

MAIS DE 50 MIL PEREGRINOS ACOMPANHAM A PROCISSÃO DE NOSSA SENHORA DA GLÓRIA EM CRUZEIRO DO SUL


Um verdadeiro mar de gente entupiu as ladeiras de Cruzeiro do Sul durante a procissão em louvor a Nossa Senhora da Glória na noite desta sexta, dia 15. Por duas horas os fiéis seguiram a imagem da Santa Padroeira do Juruá entoando hinos e rezando orações de Pai Nosso e Ave Maria. O maior evento de fé do Acre, e o segundo da região Norte, atraiu pessoas de todos os lugares do Estado e do Brasil. Empunhando velas acesas durante o percurso os peregrinos aproveitavam para pedir graças à Nossa Senhora e agradecer aos milagres recebidos.

O espetáculo que emociona os moradores de Cruzeiro do Sul, desde 1917, este ano, teve uma pequena mudança de percurso. Mas a tradicional descida do Morro da Glória em direção à Catedral da Padroeira continuou a ser uma das imagens mais belas de manifestação religiosa popular da Amazônia. Pessoas vestidas de branco em concentração e oração durante o caminho de penitência para os católicos.


Dom Mosé Pontello, o Bispo de todo o Vale do Juruá, abriu a caminhada pedindo aos fiéis concentração para que pudessem louvar e agradecer a Mãe Divina. Enquanto a imagem de Nossa Senhora da Glória no seu andor enfeitada de flores e com uma coroa vinda de Fátima, Portugal, abria caminho para milhares de pessoas renovarem os seus pedidos de dias melhores e de encontro com a espiritualidade.

Ao final da jornada de 50 mil fiéis aproximadamente, segundo os cálculos da Polícia Militar, houve uma grande queima de fogos num belíssimo espetáculo pirotécnico. No grande palco montado em frente a Catedral o pop star católico, Padre Antônio Maria apresentou-se por mais de duas horas aos peregrinos.

A procissão de Nossa Senhora da Glória é o coroamento das nove noites de orações que começam sempre no dia 6 de agosto e terminam no dia 15. Há 98 anos peregrinos de todos os lugares da Amazônia vão a Cruzeiro do Sul para participar do espetáculo de fé. Ao redor da Catedral barracas de venda de roupas, a praça de alimentação e o leilão mantém uma tradição ainda dos tempos em que a região era completamente isolada por terra do resto do Brasil. A tradição do Novenário de Nossa Senhora da Glória é um dos principais motivos de Cruzeiro do Sul ser o município com o maior número de católicos do Acre.

A fé e a busca de voto 

A peregrinação à festa da Padroeira do Juruá sempre atraiu os políticos acreanos. Mas em ano de eleição a afluência é ainda maior. Seja para ser lembrado pela “bairrista” população da região, ou mesmo, para ter contato com a multidão de peregrinos que na realidade também são eleitores.

O anfitrião da festa religiosa popular sempre foi o prefeito de Cruzeiro do Sul. No caso da procissão deste ano, 2014, Vagner Sales (PMDB), que frequenta o evento desde quando ainda era garoto e morava num seringal da vizinha Porto Walter. Vagner, acompanhado da esposa, a candidata a vice governadora Antônia Sales (PMDB), declarou ao final da procissão que nunca tinha visto tanta gente. “Foi sem dúvida a maior procissão de Nossa Senhora da Glória de todos os tempos,” disse ele.

O governador Tião Viana (PT), candidato à reeleição, acompanhado da esposa Marlúcia Candido, frequenta o Novenário mesmo antes de ser político. Nos 12 anos em que foi senador e nos quatro em que governa o Estado, Tião Viana, nunca faltou ao evento de fé do povo do Juruá. Católico convicto Viana declarou: “A procissão é um momento familiar. Em que podemos renovar a nossa fé e rezar por aqueles que amamos. O quê acontece em Cruzeiro do Sul durante o Novenário de Nossa Senhora da Glória é uma autêntica e espontânea manifestação popular de devoção e religiosidade que deve ser incentivada e preservada,” afirmou.


Outro político acreano que também sempre frequentou o Novenário é o senador Jorge Viana (PT). Logo pela manhã do dia 15 Jorge postou na sua fan page. “O Novenário de Cruzeiro do Sul é uma festa bonita, reúne muita gente, pessoas que vêm de toda parte participar desta festa religiosa. Sempre que posso, participo. É bom essa comunhão com as pessoas simples que moram nos altos rios e que têm muito a nos ensinar, especialmente sobre fé.”

O candidato ao Governo, Márcio Bittar (PSDB), que estava acompanhado de Vagner, Antônia Sales e do deputado federal Flaviano Melo (PMDB) também ressaltou a importância do evento. “Está não é a primeira vez que participo do Novenário. Há 12 anos que sempre venho manter contato com a população do Juruá nesse momento especial de fé e devoção. Se for eleito quero incentivar esse tipo de manifestação para todas as religiões do Acre. Esse Novenário é o maior evento religioso do Estado que deve receber todo auxílio para continuar a emocionar os seus fiéis,” garantiu.


Bocalom (DEM), que também disputa o Governo, estava ao lado do seu candidato ao Senado Roberto Duarte (PMN). Bocalom garantiu que frequenta o Novenário há quatro anos e admira a manifestação popular de religiosidade do povo do Juruá. Na sua fala preferiu adotar um tom mais místico do que político. “A gente vê a fé das pessoas e sabe que essa força é capaz de curar a alma e o espírito. Assistindo a um espetáculo como esse entendemos a Palavra que afirma que a fé remove montanhas e o povo que vem aqui consegue alcançar milagres inacreditáveis movidos por essa força interior. É bonito ver pessoas dos mais diferentes lugares e com os mais distintos propósitos se irmanarem durante a procissão para renovarem os seus compromissos com a religiosidade,” declarou.

A tradição das velas
nas mãos do políticos

Os frequentadores tradicionais do Novenário de Cruzeiro do Sul costumam observar as velas que os políticos carregam durante a procissão. A lenda diz que aquelas que queimam mais rápido denotam aquele que precisa de mais perdão para os seus pecados. Na realidade isso se torna uma brincadeira entre os participantes que apostam em que chega ao Novenário mais carregado ou mais leve de pecados.

O cruzeirense, ex-deputado Edvaldo Magalhães (PC do B), ao lado da esposa, candidata ao Senado Perpétua Almeida (PC do B) brincava com Jorge Viana que chegou ao final da peregrinação com apenas um pequeno cotoco de vela acesa.

Já Vagner Sales que fez o percurso ao lado de Márcio Bittar garantiu que a vela do candidato foi a quê queimou mais rápido. Mas em tom de brincadeira garantiu que isso é muito bom porque Bittar disputará a eleição mais “leve” depois da peregrinação pelas ladeiras de Cruzeiro do Sul.

Por outro lado, os assessores de Bocalom vacilaram e, na confusão da saída da procissão, não entregaram a vela acesa ao candidato. Assim, Bocalom cumpriu o seu trajeto só em oração sem se preocupar com a velocidade da queima da sua vela.